A casamenteira…

Imagem

Uma mulher casamenteira encontra-se com um quarentão solteiro em uma loja da cidadezinha e diz:

– Sabe… Você está em boa idade para casar… E eu aposto que poderia lhe arranjar o par perfeito…

– Não, obrigado. Não é preciso. – responde o cara.

– Olhe que ter uma mulher é muito bom… Você reorganiza a sua vida, estará acompanhado sempre, tem quem cozinhe pra você…

– Não, obrigado mesmo… Eu já tenho duas irmãs lá em casa e elas tratam muito bem de mim!

– Tudo bem, mas você sabe que uma irmã não faz certas coisas que uma mulher pode fazer…

– Acho que a senhora não entendeu… Eu disse que tinha duas irmãs, não disse que eram “minhas” irmãs!

Zé pinguinha…

Imagem

Zé Pinguinha chega em casa às três da manhã e, morrendo de medo da mulher acordar, nem acende a luz.

Fica tateando no escuro, tropeça em alguma coisa e cai de bunda no chão…

Até aí tudo bem, o problema é que ele tinha uma garrafinha de uísque no bolso de trás da calça e além de perder o uísque, ficou com a bunda toda cortada.

Quando viu o sangue escorrendo, correu para o banheiro e ficou de bunda pro espelho, colando band-aid onde via sangue.

No outro dia a mulher o acordou aos safanões:

– Que porre hein, Zé! Você não tem vergonha não?

– Mas eu só tomei duas cervejinhas, amor! Como você diz que eu tava bêbado? Nem me viu chegar!

E a mulher:

– Eu deduzi quando vi aquele monte de Band-Aid grudados no espelho, seu Zé!

Gato danado…

Imagem

O marido chega em casa preocupado porque está com um arranhão no peito provocado por uma “unhada” da sua amante.

Abre a porta, vê o gato dormindo no sofá e dá um tremendo chute no coitado.

O bichano solta um miado estridente e sai correndo porta afora.

A sua mulher chega na sala, pergunta o que houve e ele responde irado:

– Este gato parece estar louco, pois eu fui entrando e sem mais nem menos ele pulou em mim e me arranhou no peito! Olha só que baita arranhão…

A mulher respondeu:

– Você fez muito bem meu querido! Este gato está realmente impossível. Hoje ele também me mordeu na bunda e deu um baita chupão no pescoço…

Resultado do atropelamento…

Imagem

O cara aparece no bar que frequenta todo arrebentado, de muletas, com um braço engessado, cheio de curativos e um olho roxo.

O barman pergunta-lhe:

– Então, que aconteceu com você?

– Foi um sujeito que atravessou na minha frente, e como estava distraído olhando de lado, eu o atropelei.

– Caramba… Isso foi ontem, então?

– Não, já faz mais de três meses…

– Como assim? Faz dois dias que te vi aqui e estava tudo bem!

– Sim. Mas ontem é que o sujeito que eu atropelei encontrou comigo…

A importância de saber ouvir…

Imagem

O policial de uma pequena cidade parou um motorista por excesso de velocidade.

– Mas seu guarda, eu posso explicar… – disse o motorista.

– Fique quieto! – esbravejou o policial – Vou colocar você na cadeia até o chefe chegar…

– Mas, por favor, eu só queria dizer…

– Cale a boca! – retrucou o policial, já baixando o cassetete nas costas do sujeito – Você está preso! E se abrir a boca apanha!

Horas mais tarde, o policial foi checar a situação de seu prisioneiro e disse:

– Sorte sua que o chefe foi no casamento da filha dele. Ele vai chegar aqui de bom humor..

– Duvido muito… – disse o prisioneiro – Eu sou o noivo!

Chorando no túmulo…

Imagem

O coveiro de um cemitério está andando pelo seu local de trabalho quando se depara com a triste cena de um homem chorando copiosamente sobre um túmulo.

– Por que você tinha que morrer? – grita ele, inconsolável – Por quê?

O coveiro fica muito penalizado e tenta consolá-lo:

– Essa dor vai passar, senhor… É duro perder um ente querido, mas um dia vai passar…

– Ente querido? – exclama o sujeito, enxugando as lágrimas – Eu nem conhecia o cara!

– Ué! – estranha o coveiro – Então por que tanto choro?

– É que ele foi o primeiro marido da minha esposa!

Mineirinho tarado…

Imagem

Zé Mineirinho vai ao psiquiatra, queixando-se de obsessão por sexo.

O profissional resolve examiná-lo e começa mostrando-lhe uns desenhos. O primeiro é um simples quadrado. O psiquiatra pede para o Zé dizer o que está vendo:

– Oh meu Deus! Quatro pessoas transando!

Depois o psiquiatra mostra o desenho de um círculo. Zé identifica:

– Um homem transando.

Em seguida um triângulo:

– Dois homens e uma mulher transando.

O médico retira os desenhos e diz ao paciente:

– É, seu Zé, realmente eu concordo. O senhor tem obsessão por sexo.

E o Zé responde:

– Uai, se eu obcecado por sexo, o cara que fez esses desenhos de sacanagem é o que?

 

Acho que o Osmar também é obcecado por sexo…

O gato que gaguejava…

Imagem

Um professor estava explicando biologia para o quarto ano na escola.

– Os seres humanos são os únicos animais que gaguejam – disse ele.

Uma menininha levantou a mão.

– Eu tinha um gato que gaguejava.

O professor, sabendo como são preciosas algumas dessas histórias, pediu à garota para relatar o incidente.

– Bem, começou ela, eu estava no quintal com meu gatinho e o rottweiler que mora ao lado veio correndo. Antes que eu percebesse, ele pulou a cerca para o nosso jardim!

– Então foi muito assustador, disse o professor.

– Com certeza foi, disse a menina. Meu gatinho ergueu-se e começou falar, FFFFFF!, FFFFFF!, Fffffff… Mas antes que conseguisse terminar de dizer “fodeu”, o rottweiler comeu o pobrezinho!