Se a moda pega…

Imagem

– Boa Tarde! Faça o favor de se sentar minha senhora.
– Boa Tarde doutor, com licença.
– A minha secretária já fez a sua ficha, mas diga-me como se chama…
– Maria da Luz.
– Então, de que se queixa Dona Maria da Luz?
– Ai doutor, tenho um problema mas, não fico muito à vontade e nem sei como começar.
– Não tem nada que se envergonhar, seja o que for, os médicos não julgam ninguém.
– Doutor, eu levanto-me e sinto logo umas coisas, uns calores, uma vontade muito grande… sabe? Só me passa fazendo amor, mas como o meu marido sai cedo de casa, eu vou à janela e chamo o primeiro que aparece. Fazemos amor e fico quase bem. Pra ficar completamente calma, tenho que chamar outro dai um tempinho. E da parte da tarde é a mesma coisa, faço amor com três ou quatro e já me aguento até à noite. Ando com um bocado de vergonha e muito inquieta por não saber o que é isto. O doutor sabe o que tenho? É alguma coisa má?
– Pelos sintomas, trata-se de um distúrbio do comportamento sexual que se chama “ninfomania”.
– Ninfoquê, doutor?
– Ninfomania… nin-fo-ma-nia.
– O doutor não se importava de escrever o nome aí num papel?
– E por que escrever senhora?
– Pra eu mostrar lá no bairro pra todo mundo que me chama de PUTA!

O gato valente…

Imagem

Em um frio dia de inverno, chega Joaquim no armazém do Manuel.

– Manuel, quero uma dessas bolsas de borracha que você coloca água quente e que serve para esquentar a cama e manter os pés quentinhos.

– Que azar, Joaquim; hoje de manhã vendi a última para Maria.

– E o que eu faço com esse frio do diabo que faz à noite?

– Fique tranquilo, eu posso lhe emprestar meu gato.

– Seu gato?

– Meu gato é gordinho, você pode colocar nos pés na hora de deitar, e você vai ver como ele vai te esquentar a noite toda. Na próxima terça-feira chegam as bolsas, aí você vem pegar uma e me devolve o gato.

– Tudo bem. Obrigado.

Joaquim pega o gato e vai embora pra casa. No dia seguinte, volta com a cara toda desfigurada e arranhada pelo gato.

– Manuel, vim devolver esse seu gato de merda! Olha como ele me deixou, esse filho da p%$@!

– Mas como? O que aconteceu? Ele é tão manso!

– Manso? Uma ova! O funil no rabo até que ele aguentou bem, mas quando comecei a jogar a água quente, aí virou uma fera!

Brincadeiras sexuais…

Imagem

Um policial chega ao trabalho todo sorridente, feliz da vida…
Um colega pergunta a ele:
– Porque é que te está com essa cara?
E ele responde:
– Tive uma noite maravilhosa… Estava fazendo amor com a minha mulher e quando estava quase chegando lá, dei um tiro para cima. Ela tomou um susto, contraiu-se toda e gozei como louco… Porque é que você não faz a mesma coisa?
No outro dia o colega chega com uma cara horrível ao trabalho e o seu amigo pergunta:
– E aí? Não funcionou?
E ele respondeu:
– Não… Estava fazendo um 69 com a minha mulher, quando estava quase lá, dei o tiro. Ela tomou um susto, mordeu o meu negócio, cagou na minha cara e ainda me sai um safado do armário gritando:
– Não me mate por favor! Não me mate!

Transa com a paciente…

Imagem

Sentado na cadeira do seu consultório, depois de ter transado com sua paciente, pensando no que havia feito, sua consciência lhe repetia:

– Mas o que é isso? Olha o que eu fiz? Que vergonha perdi toda a ética profissional!

Depois de se culpar por algum tempo, observa que sobre seu ombro direito aparece um diabinho que lhe diz:

– Escuta aqui… não seja idiota! Há um montão de médicos que transam com seus pacientes. O que você acha? Que é o único? Me escuta seu babaca… isso é a coisa mais normal do mundo!

O médico, convencido, concorda e diz que o diabinho tem razão, realmente não havia feito nada demais.

Mal acabou de dizer e notou que apareceu um anjinho em seu outro ombro que lhe diz ao ouvido:

– Só não se esqueça que você é VETERINÁRIO, VE-TE-RI-NÁÁÁ-RIO!

Critério é critério…

Imagem

Chegaram 700 currículos à mesa do diretor de uma grande multinacional.
Ele diz à secretária:
– Pegue os 30 que estão no topo da pilha e chame-os para serem entrevistados. Jogue os restantes na máquina fragmentadora.
– O senhor está louco? São 670 pessoas! Talvez os melhores estejam lá!
Ele responde:
– Eu não preciso de gente sem sorte ao meu lado.

Entendendo a mímica…

Imagem

A mudinha entra no mercadinho e faz a seguinte mimica: com as mãos ela faz 2 e depois ela pega nos seios.
O rapaz que trabalha no mercadinho mata a charada e lhe entrega dois litros de leite.
Mas um dia este rapaz ficou doente e o dono do estabelecimento teve que contratar um outro funcionário…
Ele pensou: “Vamos ver se esse rapaz é bom mesmo. Vou esperar a mudinha vir amanhã”.
Então, no dia seguinte, a mudinha veio e fez a mímica para o rapaz: com as mãos ela faz 2 e depois ela pega nos seios.
E o rapaz faz uma mímica também: Pega nos testiculos e sopra a mão.
O dono do mercadinho vendo aquela cena diz ao novo funcionário:
– Você esta doido rapaz? Que imoralidade é essa? Você não percebeu que ela está querendo dois litros de leite?
E o rapaz responde calmamente:
– Sim senhor, entendi que eram dois, mas estou perguntando se é de saco ou em pó…

Tolerância zero…

Imagem

Um homem estava sentado no avião, ao lado de uma menininha. O cara olhou para a criança e disse:
– Vamos conversar? Tenho certeza que a viagem parecerá mais rápida. O que você acha?
A menina, que acabava de abrir um livro para ler, o fechou lentamente e respondeu com voz suave:
– Sobre o que gostaria de conversar?
– Bom, não sei… – disse o homem. – Que tal física nuclear? – e mostrou um grande sorriso.
– Bom.- disse a pequena – Esse parece ser um tema interessante. Mas antes, gostaria de lhe fazer uma pergunta: o cavalo, a vaca e a ovelha comem a mesma coisa: capim, não é mesmo? O excremento da ovelha é um monte de pequenas bolinhas, o da vaca é uma pasta e o do cavalo é um monte de pelotas secas. Por que o senhor acha que isto acontece?
O cara, visivelmente surpreso com a inteligência da menina, pensou durante uns momentos e respondeu:
– Hummm, não faço a menor idéia.
E então, a menininha respondeu:
– Sinceramente, como o senhor se sente qualificado para discutir física nuclear, se não entende de bosta nenhuma?

O orgulho de cada um…

Imagem

Quatro amigos, um americano, um italiano, um árabe e um brasileiro, estavam em um bar conversando sobre qual era o maior orgulho que tinham da suas raças.
O americano disse:
– Meu maior orgulho é a C.I.A., o maior e mais completo serviço de espionagem do mundo, que sabe de tudo que acontece alguns momentos depois do fato.
O italiano disse:
– Meu maior orgulho são as mulheres italianas, belas, sensuais, com grandes peitos.
O árabe:
– Meu maior orgulho são os tapetes persas, valiosíssimos, admirados no mundo todo.
O brasileiro:
– Meu maior orgulho sou eu mesmo, porque na noite anterior transei com uma italiana, sobre um tapete persa e, até agora, a C.I.A. não sabe de nada…