O padre e a folha de parreira…

O padre está dirigindo o seu carro, voltando de um casamento quando de repente fica com uma vontade incontrolável de tirar água do joelho.

Rapidamente ele para o carro e, como padres não podem urinar nas ruas,  entra no primeiro bar que vê.

No bar as mulheres de mini-saia, os punks, clubbers e roqueiros param de dançar, olham assustados para o padre e ele pergunta:

– Pelo amor de Deus, onde fica o toalete?

O barman cochicha para o sacerdote:

– Desculpe, seu Padre… Acho que é melhor o senhor não usar o nosso banheiro! Lá há uma estátua de uma mulher pelada com apenas uma folha de parreira cobrindo o sexo. Isso com certeza não vai agradar o senhor…

– O que é isso! – diz o padre, aflito – Eu posso muito bem suportar este tipo de objeto pagão!

E então o padre se dirige até o banheiro e todos do bar ficam muito intrigados.

Quando ele volta todos estão dançando novamente e o cumprimentam, abraçam e chamam para dançar.

– O que significa isso? – perguntou o padre, abismado.

– Agora você é um dos nossos! – gritou um jovem, com uma garrafa na mão.

– Por quê? – perguntou o padre – Só porque eu fui no banheiro?

– Não exatamente! – intervém o barman – É que toda vez que alguém vai ao toalete e levanta a folha de parreira, todas as lâmpadas do bar ficam piscando!

Comenta aí