O namoro da Rita…

Imagem

Rita e o namorado estavam no quarto quando sua mãe termina o almoço e começa a chamar:
– Rita, o almoço está pronto!
– Já vou mãe, não demoro.
– Eu sei o que eles estão fazendo! – diz Joãozinho, o irmão mais novo.
– Deixa de ser intrometido e cala a boca! Rita, anda! Vem prá mesa! Diz a mãe.
– Já vou, mãe!
– Ha Ha Ha, eu sei o que eles estão fazendo continua o pestinha.
O pentelho leva um tabefe e cala a boca.
Passada quase meia hora, a mãe, novamente:
– Rita, se apressa que a comida vai esfriar!
– Oh mãe, já vou… diz a filha, quase chorando…
Joãozinho então começa a rir e diz:
– Eu sei o que eles estão fazendo… Hahaha.
A mãe diz:
– Fala então peste…
– A Rita me pediu o tubo da vaselina… E eu dei o de Super Bonder!

Técnica para apanhar moscas…

Imagem

A professora estava dando uma aula, quando de repente uma mosca começou a rodeá-la.
Ela dava inúmeros tapas no ar para espantar a mosca e nada…
Então Joãozinho, muito solicito, ofereceu-se para ajudar e a professora prontamente aceitou.
Joãozinho se levantou e foi até a frente da turma, levantou o dedo indicador e a mosca veio pousar direitinho no dedo dele. Joãozinho então pegou a mosca e jogou no lixo.
A aula prosseguiu tranqüila até que outra mosca surgiu em volta da professora. Ela levantou o dedo indicador, a mosca dava voltas, mas não pousava no dedo dela.
Ela olhou para Joãozinho com um olhar de desespero e ele explicou:
– Professora, se a senhora não botar o dedo no fiofó a mosca não pousa.

Tinha que ser o Joãozinho…

Imagem

Na sala de aula, a professora pergunta ao Joãozinho:
– Joãozinho, o que é canibalismo?
– Sei não, fessora!
– Vou explicar: canibalismo é quando uma pessoa come a outra. Por exemplo: se eu fosse canibal, eu comeria o seu braço.
– E eu ficaria sem braço?
– Se eu comesse os dois… sim! Entendeu?
– Entendi, mas não concordo fessora!
– Por que não?
– É que, pela conversa que ouvi meu pai tendo com a empregada, se isso fosse verdade ela já estaria sem bunda!

Boas maneiras…

Imagem

Durante a aula de Boas Maneiras, diz a professora:
– Zézinho, se você estivesse namorando uma moça fina e educada e, durante o jantar, precisasse ir ao banheiro, o que diria?
– Segura as pontas aí que eu vou dar uma mijadinha.
– Isso seria uma grosseria, uma completa falta de educação.
– Juquinha, como você diria?
– Me desculpa, preciso ir ao banheiro, mas já volto.
– Melhor, mas é desagradável mencionar o banheiro durante as refeições.
– E você, Joãozinho, seria capaz de usar sua inteligência para, ao menos uma vez, mostrar boas maneiras?
– Eu diria “Minha prezada senhorita, peço licença para ausentar-me por um momento, pois vou estender a mão a um grande amigo que pretendo lhe apresentar depois do jantar”.

Dedução brilhante…

Imagem

Um professor de Matemática quis pregar uma peça em seus alunos e lhes disse:
– Meninos, aqui vai um problema: Um avião saiu de Amsterdam com uma velocidade de 800 km/h, à pressão de 1.004,5 milibares; a umidade relativa era de 66% e a temperatura 20,4 graus C. A tripulação era composta por 5 pessoas, a capacidade era de 45 assentos para passageiros, o banheiro estava ocupado e havia 5 aeromoças (mas uma estava de folga). A pergunta é… Quantos anos eu tenho?
Os alunos ficam assombrados. O silêncio é total
Então o Joãozinho, lá no fundo da sala e sem levantar a mão, diz de pronto:
– 44 anos, professor!
O professor, muito surpreso, o olha e diz:
– Caramba, está certo. Eu tenho 44 anos. Mas como deduzistes?
Joãozinho responde:
– Bem, eu deduzi porque tenho um primo que é meio babaca, e ele tem 22 anos…