Médico fofoqueiro…

Imagem

O mineirim Zé caipira lá de “di traz dos Monte” entrou no consultório e meio sem jeito foi falando:

– Dotô, o trem não sobe mais. Já tomei de tudo quanto há de pranta, mas não sobe mais mêsm.

– Ah não, meu amigo Zé. Vou te passar um medicamento que vai deixar você novo em folha. São cinquenta comprimidos, um por dia.

– Mas dotô, eu sou um homi simples da roça. Só sei contar té dez nos dedo e mais nada uai..

– Então você vai numa papelaria, compra um caderno de cinquenta folhas. Cada folha que você arrancar por dia tome um comprimido. Quando o caderno acabar você já vai estar curado. A receita está aqui.

– Brigado dotô. Vou agora mesmo comprar essi tar di caderno.

E logo que saiu do prédio o Zé Caipira avistou de fato uma papelaria ali perto. Entrou, a moça veio atender.

– Moça, eu precisava de um caderno de cinquenta fôia.

– Brochura? – perguntou a moça

– Médiquim fí da puta… Já telefonô pra espaiá meu pobrema!

O “supusitório” do Zé…

Imagem

Zé estava sentindo dores muito fortes nas costas, mas não queria ir ao médico de jeito nenhum.

Até que depois de sua mulher insistir muito, ele concordou em ir.

Mas ela fez questão de ir junto. Enquanto ele era examinado, sua esposa esperava do lado de fora.

E o médico disse:

– “Não é nada grave, só uma inflamação…  Você coloca esse supositório e fica tudo bem!”

– “Brigado, dotô….” , disse o mineiro, saindo da sala.

Do lado de fora sua esposa foi logo perguntando:

– “I aí, Zé? Como foi, homi?”

– “Eu só perciso usá esse negóço aqui…. Chama ‘supusitório”

– “Mais comé qui si usa isso, homi?”

– “Uai….”, disse o infeliz colocando a mão na cabeça. “Sei lá eu, sô!”

– “Intão vorta lá, uai! Ocê tá pagano, ele tem  qui ti ixpricá!”

– “Ai.Maria… O homi vai ficá brabo!”

– “Vai lá i num recrama,Zé!”

E lá se foi o Zé:

– “Dotô! Onde foi qui o sinhô mandô colocá o supusitório memo?”

– “No reto. Supositórios são para colocar no reto.”

– “Brigado, dotô…” disse ele, saindo da sala.

– “I aí, Zé.”, perguntou sua esposa.

– “Eu perciso colocá isso aqui no reto! Disse ele!”

 – “Mais onde é qui fica esse negóço, homi di Deuso??

– “Uai… Eu sei lá!”, respondeu o Zé, já aperreado.

– “Mais ocê tá pagano! Ele tem que ixpricá tudinho! Trata di vortá e perguntá”

– “Mas o homi vai ficá brabo, muié…”

– “Vai logo, Zé!”

E lá estava o mineiro de novo na sala do médico…

– “Ondi é memo qui tem qui colocá o troço, dotô?”

– “No reto.”, explicou o médico, calmamente…”No final da coluna cervical…”

– “Brigado, dotô!” E saiu da sala.

– “Pronto, muié.”

Explicou ele pra sua esposa:

– “É só eu colocá no reto, qui fica no finár da coluna cervicár! “

– “Ai, Zé! Mais o que é essa tár de cervicár?”

– “Ah! Eu num… sei…”

– “INTÃO VORTA LÁ, HOMI!”

 E lá se foi ele mais uma vez.

– “Dotô… Discurpa.  Mais onde foi memo que o sinhô falô pra infiá o Negocim?”

– “No cú, Zé! No cú! Enfia no cú!”

Zé saiu da sala do médico e comentou com a esposa:

– “Viu, muié… Eu num falei que o homi ia ficá brabo?” Ele mandou eu enfiar no cú!!!!!

Remédio para baixar desejos sexuais…

Imagem

O velhinho entra no consultório médico, brandindo a bengala:

– Doutor, o senhor precisa me dar um remédio pra baixar meus desejos sexuais.

O médico sorri, com paciência:

– Ora, seu Augusto, o senhor bem sabe que a libido está na cabeça das pessoas.

– Pois é, doutor eu gostaria que ela fosse mais para baixo!

Solução para marido pinguço…

Imagem

A mulher vai buscar o resultado de uns exames que o marido fez no hospital e a médica alerta:

– Seu marido está com cirrose, gastrite, tuberculose, pneumonia… A senhora não acha que ele está bebendo demais?

– Ah, nem me fale, doutora! Aquele homem só pensa em beber, beber, beber! A vida dele é só bebida, passa dias com os amigos no bar – reclama.

– Mas isso tem solução! Sabia que meu ex-marido era igualzinho? – consola a médica.

– Não me diga…

– Digo sim! Ele tinha um teor altíssimo de álcool no sangue! Mas eu descobri que o maior problema dele era a falta de fósforo – conta a médica.

– Que interessante a senhora usou vitaminas para curá-lo? – pergunta a médica.

– Não! A única coisa que eu fiz foi riscar um fósforo perto dele!

Papo de maluco…

Imagem

Um maluco vai à consulta médica:

Médico – Então, o que o traz aqui?

Maluco – É porque sou maluco doutor.

Médico – Então, mas é maluco porquê?

Maluco – Porque sim!

Médico – Bom, então me responda, se eu lhe cortasse uma orelha o que aconteceria?

Maluco – Eu ouviria menos!

Médico – Ouviria menos, muito bem! E se eu cortasse as duas?

O maluco pensa, pensa e depois de alguns minutos diz:

– Deixo de ver!

Médico – Deixa de ver? Porquê?

Maluco – Porque o chapéu vai passar direto e tampar meus olhos…

Tratamento revolucionário para rugas…

Imagem

A mulher procura um médico, porque está preocupada com as rugas, e ouve o médico falar:

– Eu tenho um tratamento revolucionário pra acabar com suas rugas. Eu coloco um parafuso no topo da sua cabeça, escondido no couro cabeludo. Aí, toda vez que você vir rugas aparecendo, basta dar um pequeno giro no parafuso que sua pele é puxada pra cima e as rugas desaparecem. Quer experimentar esse tratamento?

– Claro, doutor! Isso é o máximo!

Seis meses depois, a mulher volta para uma consulta:

– Doutor, essa técnica do parafuso é ótima, mas apareceram essas bolsas horríveis embaixo dos meus olhos. O senhor devia ter me avisado desse efeito colateral!

– Minha Senhora, essas bolsas embaixo dos olhos são seus peitos. E se não deixar esse parafuso quieto, em 15 dias você vai ter barba.

Antitetânica…

Imagem

Ao ver o marido vestindo o paletó, a esposa perguntou:

– Aonde você vai?

– Vou ao médico – respondeu ele.

E ela:

– Por que? Você está doente?

– Não. Vou ver se ele me receita esse tal de ‘Viagra’.

A esposa levantou-se da cadeira de balanço e começou a vestir o casaco.

Ele perguntou:

– E você? Aonde você vai?

– Ao médico, também – respondeu ela.

– Por que?

– Quero pedir para tomar uma antitetânica.

– Mas… Por que?

– Vai que essa coisa velha e enferrujada volte a funcionar…

Terapia de casal…

Imagem

Um casal vai a um psicólogo.

Logo que chegam ao consultório, o terapeuta pergunta qual é o motivo da consulta e a mulher tira uma lista bem grande e detalhada de todos os problemas que tiveram em 25 anos de casados:

– é pouca atenção, falta de intimidade,

vazio, solidão, não me sinto amada e desejada e por aí vai.

Finalmente, o psicólogo se levanta, se aproxima da mulher, pede que ela também se levante, a abraça e a beija com paixão, enquanto o marido os observa impressionado.

A mulher fica muda e se senta meio atordoada. O terapeuta vira para o marido e diz:

– Isto é o que sua mulher precisa pelo menos 3 vezes por semana!

Você consegue?O marido pensa um pouco e responde:

– Bom, eu posso trazê-la segunda e quarta, mas, às sextas, eu jogo bola!

Tudo é relativo…

Imagem

Fim de tarde, um ginecologista aguarda sua última paciente que não chega. Depois de 45 minutos, ele supõe que ela não virá mais e resolve tomar um gin tônica para relaxar, antes de voltar para casa. Ele se instala confortavelmente numa poltrona e começa a ler o jornal quando toca a campainha. É a tal paciente, que chega toda sem graça e pede mil desculpas pelo atraso.
– Não tem importância, imagine! – responde o médico – Olhe, eu estava tomando um gin tônica enquanto a esperava. Quer um também para relaxar?
– Aceito com prazer – responde a paciente aliviada.
Ele lhe serve um copo, senta-se na sua frente e começam a bater papo. De repente ouve-se um barulho de chave na porta do consultório.
O médico tem um sobressalto, levanta-se bruscamente e diz:
– É minha mulher! Rápido, tire a roupa, deite na cama e abra as pernas, senão ela pode pensar bobagem!