Uma grande vingança…

Dona Maria descobre que está sendo traída e vai à casa do melhor amigo do marido, Pedrão, um negão de 2,10m, um armário (de portas abertas).

– Pedrão, meu marido anda me traino e vô pagá na mesma moeda.

– Muié, façisso não. É tudo intriga do povo.

– Não, infelizmente é verdade. E preu podê pagá na mesma moeda, Pedrão, o esculido foi ocê.

– Que é isso cumade; num posso fazê uma desgraceira dessa.

– Pode sim. Tu conhece camisinha?

– Conheço… né aquele trem, que se bota pra mode fazê ozadia?

– É isso mesmo, então tu vai se preparano aí, que eu vô dá um banho na bichinha pra módi a gente começá a saliênça.

Quando Maria volta do banho tem uma tremenda surpresa. Encontra o Pedrão com a camisinha enfiada na cabeça, já quase cobrindo as orelhas, e ela estrila:

– Pedrão! Sé doido? Issé pra botá na pimba, hômi de Deus!

– Eu sei, muié; só tô afroxano…

Comenta aí