Zé pinguinha…

Zé Pinguinha chega em casa às três da manhã e, morrendo de medo da mulher acordar, nem acende a luz.

Fica tateando no escuro, tropeça em alguma coisa e cai de bunda no chão…

Até aí tudo bem, o problema é que ele tinha uma garrafinha de uísque no bolso de trás da calça e além de perder o uísque, ficou com a bunda toda cortada.

Quando viu o sangue escorrendo, correu para o banheiro e ficou de bunda pro espelho, colando band-aid onde via sangue.

No outro dia a mulher o acordou aos safanões:

– Que porre hein, Zé! Você não tem vergonha não?

– Mas eu só tomei duas cervejinhas, amor! Como você diz que eu tava bêbado? Nem me viu chegar!

E a mulher:

– Eu deduzi quando vi aquele monte de Band-Aid grudados no espelho, seu Zé!

Comenta aí