Cidade do pecado…

O padre novo chega à cidadezinha e o sacristão já vai logo dando a ficha:

– Olha, padre, não sei se o senhor é do tipo conservador, por isso eu já vou avisando para que o senhor não se surpreenda depois: esta cidade é uma Sodoma! É uma pouca vergonha! Todo mundo chifra todo mundo e ninguém leva o casamento à sério! O negócio aqui é só sexo! E na maior cara-de-pau!

O padre não acredita:

– Não pode ser, sacristão. Tem que ter gente virtuosa nessa cidade!

– Uma ova! Isso aqui é um tédio e as mocinhas já começam desde cedo a botar pra quebrar. Não se salva ninguém!

– Pois eu lhe asseguro, que pelo menos uma boa alma tem que existir. E eu vou provar isso para você!

Chega o domingo e a primeira missa do padre. Em um longo discurso, ele explica que mentir na casa de Deus é um pecado horrível e lança a pergunta:

– Quem aqui já traiu seu marido ou sua esposa, fique de pé!

Imediatamente a Igreja toda se pôs de pé! O padre fica chocado e começa a percorrer a multidão com os olhos, em busca de pelo menos uma alma virtuosa. É quando vê uma moça muito bonita sentadinha no seu lugar.

Animado, o padre puxa o fôlego para elogiar a garota quando o sacristão o cutuca com o cotovelo:

– Não se empolga não, padre. A “Mara Surdinha” é a maior piranha da cidade!

Comenta aí